Tô hibernando as idéias...

Um dia eu volto...

Beijos no coração,

Da MÔ

Uma estrela vai brilhar

http://www.kboing.com.br/cgi-bin/radioonline/cartao/card.cgi?card=sep30-1246023095

Sessão nostalgia...

Alguém conhece essa música? É veeeeelha pra caramba, achei por acaso na internet. Gente, que 10! Meu avô gostava muito dessa música, ela me faz lembrar dele, já faz muito tempo que ele se foi desse mundo, mas, sei lá, essa música me trouxe tantas lembranças... Saudades do senhor, meu vô querido...

Uma estrela vai brilhar, no meu caminho
O meu dia vai chegar,
Com muito amor no coração, eu vou seguindo
Tudo então vai clarear, uma estrela vai brilhar

Uma estrela vai brilhar, no meu caminho
Minha fé vai me guiar
Sobre este chão de tantas pedras e espinhos,
Meus pés não devem caminhar, uma estrela vai brilhar

Uma estrela vai brilhar,
No meu caminho,
Uma estrela vai brilhar!

Caminho, sempre sorrindo,
A esperança vive sempre em meu olhar
Sorrindo vou, cantando,
Como criança, sei confiar

Um lindo dia a alegria vai chegar

Uma estrela vai brilhar, no meu caminho
Minha fé vai me guiar
Sobre este chão de tantas pedras e espinhos,
Meus pés não devem caminhar, uma estrela vai brilhar

Uma estrela vai brilhar,
No meu caminho,
Uma estrela vai brilhar!

Caminho, sempre sorrindo,
A esperança vive sempre em meu olhar
Sorrindo vou, cantando,
Como criança, sei confiar

Um lindo dia a alegria vai chegar

Uma estrela vai brilhar,
No meu caminho,
Uma estrela vai brilhar!
Uma estrela vai brilhar!
Uma estrela vai brilhar!
Uma estrela vai brilhar!

(Ricardo Braga)

Mudar... e para melhor!!!
Não são muitas as pessoas que já leram o próprio obituário. Alfred Nobel leu. Nobel estava doente já há algum tempo e alguém anunciou falsamente que ele tinha morrido. Imagine sua surpresa quando abriu o jornal de manhã e viu sua morte noticiada!

Ao ler os curtos parágrafos que resumiam sua vida e obra, ficou incomodado ao ver que era mencionado apenas como o homem que inventara a dinamite. A nota descrevia toda a destruição que a invenção causara. Nobel deplorou a idéia de ser lembrado como criador de algo que fora usado para destruir tantas vidas.

Depois de ler o seu obituário, Nobel decidiu mudar sua vida. Dedicou sua vida a um novo ideal: a busca da paz. Hoje, lembramos de Alfred Nobel, não como o inventor da dinamite, mas como o fundador do Prêmio Nobel da Paz.

A história de Nobel ilustra uma verdade importante: nunca é tarde demais para mudar o rumo de sua vida. Se não mudamos, não crescemos. Se não crescemos, não estamos realmente vivendo. O crescimento exige uma perda temporária da segurança. Não consigo imaginar coisa pior do que viver uma vida estagnada, destituída de mudança e de progresso. A maioria das pessoas lutam contra as mudanças, especialmente se elas nos afetam pessoalmente. Como o romancista Leon Tolstoy disse: “Todos pensam em mudar o mundo, mas ninguém pensa em mudar a si mesmo”.

A ironia é que a mudança é inevitável. Todos têm de lidar com ela. Por outro lado, o crescimento é opcional. Você pode optar por crescer ou lutar contra ele, mas saiba de uma coisa: pessoas que não querem crescer nunca alcançarão seu potencial.

Quanto você mudou...ultimamente? Digamos, na última semana? E no último mês? O último ano, como foi? Você consegue ser bastante específico? Sabemos que a tendência das pessoas é continuar na rotina quando o assunto é crescer e mudar. Crescimento é uma escolha, uma decisão que realmente pode fazer diferença na vida de uma pessoa.

A maioria não percebe que as pessoas bem ou mal sucedidas não diferem substancialmente em suas habilidades. Elas são diferentes em seu desejo de alcançar seu potencial. E nada é mais eficiente que o compromisso com o crescimento pessoal quando o assunto é alcançar seu potencial.

O que será dito no seu in memoriam? O que estará escrito em seu obituário? Alfred Nobel leu o seu próprio e mudou. Você pode começar a concretizar algumas mudanças agora mesmo.

(Daniel Luz)

Nostalgia


Sinto falta
Do meu tempo de criança
Do primeiro grande amigo
De um tempo pouco distante.

Sinto falta
Da melodia da cidade
Que em sua quietude
Grandiosa se erguia.

Sinto falta
Das belas manhãs
Do café-da-mamãe
Das tardes de sossego.

Sinto falta da saudade
Sentimento que se vai
E não deixa rastro
Saudade que falta num mundo
Que necessita de memórias.

Sinto falta
Dessa nostalgia
Desse canto na escrita
Que me permite dizer:
Como eu sinto falta.

 

Alcy Pereira Dutra Filho

Mundo virtual


Entrei apressado e com muita fome no restaurante. Escolhi uma mesa bem afastada do movimento, pois queria aproveitar os poucos minutos que dispunha naquele dia atribulado, para comer e consertar alguns bugs de programação de um sistema que estava desenvolvendo, além de planejar minha viagem de férias que a tempos não sei o que são. Pedi um filé de salmão com alcaparras na manteiga, uma salada e um suco de laranja, afinal de contas fome é fome, mas regime é regime né? Abri meu notebook e levei um susto com aquela voz baixinha atrás de mim:
-Tio, dá um trocado?
-Não tenho, menino.
-Só uma moedinha para comprar um pão.
-Está bem, compro um para você.
Para variar, minha caixa de entrada esta lotada de e-mails. Fico distraído vendo poesias, as formatações lindas, dando risadas com as piadas malucas. Ah! Essa música me leva a Londres e a boas lembranças de tempos idos.
-Tio, pede para colocar margarina e queijo também.
Percebo que o menino tinha ficado ali.
-Ok. Vou pedir, mas depois me deixe trabalhar, estou muito ocupado, ta?
Chega a minha refeição e junto com ela meu constrangimento. Faço o pedido do menino, e o garçom me pergunta se quero que mande o garoto ir embora. Meus resquícios de consciência, me impedem de dizer. Digo que está tudo bem.. Deixe-o ficar. Que traga o pão e, mais uma refeição descente para ele. Então ele sentou à minha frente e perguntou:
-Tio o que está fazendo?
-Estou lendo uns e-mails.
-O que são e-mails?
-São mensagens eletrônicas mandadas por pessoas via Internet (sabia que ele não ia entender nada, mas, a título de livrar-me de maiores questionários disse):
-É como se fosse uma carta, só que via Internet.
-Tio você tem Internet?
-Tenho sim, essencial ao mundo de hoje.
-O que é Internet ?
-É um local no computador, onde podemos ver e ouvir muitas coisas, notícias, músicas, conhecer pessoas, ler, escrever, sonhar, trabalhar, aprender. Tem de tudo no mundo virtual.
-E o que é virtual?
Resolvo dar uma explicação simplificada, novamente na certeza que ele pouco vai entender e vai me liberar para comer minha refeição, sem culpas.
-Virtual é um local que imaginamos, algo que não podemos pegar,tocar. É lá que criamos um monte de coisas que gostaríamos de fazer. Criamos nossas fantasias, transformamos o mundo em quase como queríamos que fosse.
-Legal isso... Gostei!
-Mocinho, você entendeu que é virtual?
-Sim, também vivo neste mundo virtual.
-Você tem computador?
-Não, mas meu mundo também é desse jeito... Virtual. Minha mãe fica todo dia fora, só chega muito tarde, quase não a vejo, eu fico cuidando do meu irmão pequeno que vive chorando de fome e eu dô água para ele pensar que é sopa, minha irmã mais velha sai todo dia, diz que vai vender o corpo, mas não entendo, pois ela sempre volta com o corpo, meu pai está na cadeia há muito tempo, mas sempre imagino nossa família toda junta em casa, muita comida, muitos brinquedos, de natal e eu indo ao colégio para virar médico um dia. Isso é virtual não é tio?
Fechei meu notebook, não antes que as lágrimas caíssem sobre o teclado. Esperei que o menino terminasse de literalmente "devorar" o prato dele, paguei a conta, e dei o troco para o garoto, que me retribuiu com um dos mais belos e sinceros sorrisos que já recebi na vida e com um "Brigado tio você é legal!".
Ali, naquela instante, tive a maior prova do virtualismo insensato em que vivemos todos os dias, enquanto a realidade cruel rodeia de verdade e fazemos de conta que não percebemos!

(Desconheço o autor)

Sei que muita gente já recebeu esse texto por e-mail, assim como eu, mas achei muito bom poder divulgá-lo aqui também.

Kisses,

Da Mô.

Gente é tudo de bom

São nas pequenas coisas da vida que se demonstra a grandeza do amor que sentimos pelas pessoas e a importância da presença delas em nossa existência.

 

Quase sempre nem notamos o quanto faz bem um e-mail, uma mensagem, um lembrar de aniversário com presentinho, presentão ou com beijos, abraços e cumprimentos, um bom dia, boa tarde, boa noite com entusiasmo e alegria, um desenho de criança, um beijo melado de criança, um abraço verdadeiro de quem não se vê há muito tempo, alguém que diz “senta aqui perto de mim”, alguém que diz “nossa, que saudade tava de você!”, ou mesmo “puxa, como você está bonita (o)!”, aquela comida que se faz sabendo que a pessoa adora e o doce que você falou um dia que tanto gosta e alguém compra pra você... Puxa... como essas coisas são fantásticas...

 

Vez ou outra me pego pensando em tudo de bacana que já me fizeram, tal qual num aniversário que o pessoal aqui do restaurante organizou um parabéns pra você ao som de tampas de panela. Gente, estarei com 80 anos e ainda me lembrarei desse dia.  Houve uma época também que eu estava com um monte de problemas pessoais e uma prima que trabalhava comigo me mandou uma telemensagem dizendo o quanto gostava de mim, que os problemas eram passageiros e um monte de palavras confortantes, que bem isso me fez...

 

Graças a Deus eu tenho uma memória de elefante pra boas recordações e de peixe para as más, se eu resolver contar todas as coisas maravilhosas que pessoas incríveis fizeram pra mim terei que fazer um blog só desse assunto!

 

Mas, também gosto de fazer pelas pessoas e não tão somente retribuir aquelas que se lembram de mim, gosto de fazer por todo mundo, independente de ter retribuição ou não, pois no final da história, a gente que faz acaba mais feliz do que quem recebeu, não é mesmo? Até porque o gostoso é fazer de coração, sem pensar em recompensas, só assim vale mesmo a pena.

 

Há quem diga que não gosta de viver em sociedade, família nem pensar, parente só atrapalha e que é mais feliz sozinho. Respeito a opinião de cada um, mas apesar da dor de cabeça que os relacionamentos dão, colocando na balança a parte boa e a ruim, pra mim a boa sempre pesa mais. Não sou uma pessoa de muitas posses, pra falar a verdade, perto do que a mídia divulga, acho que não tenho posse nenhuma (kkkkk), mas Deus sempre me presenteou com muita saúde e pessoas maravilhosas, vocês que tiveram a paciência de ler até aqui são uma delas!

 

A verdade é que o ser humano é complicado pra chuchu, mas como é legal a convivência, a troca de experiências, o calor humano... Não há mastercard que pague!

 

Obrigada a todos vocês por fazerem parte da minha vida...

 

Com Carinho,

 

Mô.

 

Corre, acorda, vem viver, o tempo não pára...

 

  Como diria Ana Maria Braga, acorda menina, acorda menino... É, gente... Hora de levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Chega de moleza, o ano começa finalmente. E jamais se esqueça o tempo não pára, o bonde não espera, os dias vão nos atropelando e precisamos tomar consciência de que não podemos ficar parados, até porque nesse nosso louco mundo tudo está em movimento, precisamos aprender a nos equilibrar, tal qual os operários dentro do ônibus no final do dia, ou no começo do mesmo... Oh, céus... Houve uma época em que acreditei naquela afirmação: A vida começa aos 40 ! háháháh... Só se for pra quem tá atrasado, porque a vida começa no instante em que nascemos, não dá pra marcar bobeira. No alto da sabedoria dos meus trinta anos (rsrsrsrs...) percebo o quanto o tempo é precioso, não pensamos muito nisso quando somos mais jovens e alguns nem depois de muitos anos chegam a pensar, a verdade é que nada volta, ou seja, o tempo perdido não se vive novamente, podemos compensar, fazer hora extra, mas o tempo não volta atrás, embora muitas vezes desejamos que isso acontecesse, ah, se eu tivesse aproveitado aquela oportunidade, se tivesse começado, se tivesse... são tantos os ses, tantos filmes com personagens viajando através do tempo, consertando, reparando, revendo, aproveitando o tempo não vivido. Mas, a realidade é dura, o bonde passa e se não o pegamos, temos que esperar o próximo, que às vezes, nem vem, ou vem muito cheio, ou estamos cansados demais para agüentar a viagem tão longa... Acredito que estou vivendo a idade da reflexão, que inclusive está me deixando mais neurótica do que já sou normalmente (kkkk...). A conclusão que tiro disso tudo é que o tempo é peça fundamental para o sucesso de nossa existência porque custa muito caro perder o instante certo de agir, às vezes, é tarde demais, às vezes é sofrido demais, às vezes a gente nem tem forças mais... Portanto, continua valendo a máxima de que viva o dia de hoje como se fosse o último, mas não esqueça de planejar os próximos dias porque pode ser que esse não seja mesmo o último, se Deus quiser, né?...

 

 Pergunta: E você? Já teve os seus lampejos de reflexão sobre o que está fazendo com o seu tempo??? Ou a neurótica sou só eu mesma?

 

 Filmes: Efeito Borboleta, De repente 30, De volta para o futuro,  etc,... Lembra de mais algum sobre o tema?

 

P.S. Tô tentando recuperar o tempo perdido, finalmente comecei a cursar uma faculdade, olha o nome do curso que pomposo : Gestão Empreendedora, rsrsrs... Tô feliz...

Pra minha mãe

Mãe,

Vc se foi desde mundo no último dia 02, quero te agradecer por tudo, quero te pedir perdão por tudo, quero te dizer que você é eterna, que continuará existindo no meu coração, na minha aparência, sei que quem me vê se lembra de você, e todos se lembrarão sempre, através de mim, dos filhos que terei e dos filhos dos meus filhos. Obrigada minha mãe, que Deus te abençoe, te ilumine, te transforme num anjo, no meu anjo da guarda.

Com todo amor,

Sua filha,

Mônica ( a sua moreninha)

 

Oração para serenidade

Deus, dai-me a serenidade para aceitar as coisas que eu não posso mudar, coragem para mudar as coisas que eu possa, e sabedoria para que eu saiba a diferença: vivendo um dia a cada vez, aproveitando um momento de cada vez; aceitando as dificuldades como um caminho para a paz; indagando, como fez Jesus, a este mundo pecador, não como eu teria feito; aceitando que o Senhor tornaria tudo correto se eu me submetesse à sua vontade para que eu seja razoavelmente feliz nesta vida e extremamente feliz com o Senhor para sempre no futuro. Amém.

Aproveitando a época dos Vestibulares: Pérolas do Enem

O que está (entre parênteses) são os comentários dos professores.

"O sero mano tem uma missão..."
(A minha, por exemplo, é ter que ler isso!)

"O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas.."
(Levei uns minutos para identificar o El Niño...)

"O problema ainda é maior se tratando da camada Diozanio!"
(Eu não sabia que a camada tinha esse nome bonito)

"Enquanto isso os Zoutros... tudo baixo nive..."
(Seja sempre você mesmo!!)

"A situação tende a piorar: o madereiros da Amazônia destroem a Mata Atlântica da região."
(E,além de tudo, viajam pra caramba, hein?)

"O que é de interesse coletivo de todos nem sempre interessa a ninguém individualmente."
(Entendeu ...?)

"Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele."
(Faz sentido)

"O grande problema do Rio Amazonas é a pesca dos peixes."
(Achei que fosse a pesca dos pássaros.)

"É um problema de muita gravidez."
(Com certeza...se seu pai usasse camisinha, não leríamos isso!)

"A AIDS é transmitida pelo mosquito AIDES EGIPSIO."
(Sem comentário)

"Já está muito de difíciu de achar os pandas na Amazônia"
(Que pena. Também ursos e elefantes sumiram de lá)

"A natureza brasileira tem 500 anos e já esta quase se acabando"
(Foi trazida nas caravelas, certo?)

"O cerumano no mesmo tempo que constrói, também destroi, pois nos temos que nos unir para realizarmos parcerias juntos."
(Não conte comigo)

"Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds Egipte seria um bom beneficácio para o Brasil"
(Vamos trocar as fumaças pelas moto-serras)

"Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais uns aos outros"
(Com algumas diferenças básicas!!)

"... menos desmatamentos, mais florestas arborizadas."
(Concordo! De florestas não arborizadas, basta o Saara!)

"... provocando assim a desolamento de grandes expecies raras."
(Vocês não sabiam que os animais têm depressão?)

"Nesta terra ensi plantando tudo dá."
(Isto deve ser o português arcaico que Caminha escrevia...)

"Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia."
(Meu Deus... Haja pára-raio!)

"Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado."
(Quem teria sido o fabricante? Compaq ? Apple? IBM?)

"Imaginem a bandeira do Brasil. O azul representa o céu , o verde representa as matas, e o amarelo o ouro. O ouro já foi roubado e as matas estão quase se indo. No dia em que roubarem nosso céu, ficaremos sem bandeira.."
(Ainda bem que temos aquela faixinha onde está escrito "Ordem e
Progresso".)

"Ultimamente não se fala em outro assunto anonser sobre os araras azuls que ficam sob voando as matas."
(Talvez por terem complexo de urubus!)

"... são formados pelas bacias esferográficas."
(Imaginem as bacias da BIC.)

"Eu concordo em gênero e número igual."
(Eu discordo!)

"Precisa-se começar uma reciclagem mental dos humanos, fazer uma verdadeira lavagem celebral em relação ao desmatamento, poluição e depredação de si próprio."
(Concordo: depredação de si mesmo!)

"O serigueiro tira borracha das árvores, mas não nunca derrubam as seringas."
(Estas podem ser derrubadas porque são descartáveis)

"A concentização é um fato esperansoso para todo território mundial.."
(Haja coração!)

"Vamos deixar de sermos egoistas e pensarmos um pouco mais em nos mesmos."

Não sei se  ou  !!!!

Amo-te...
Por que as pessoas gritam?

Um dia, um pensador indiano fez a seguinte pergunta a seus discípulos:
- Por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?
- Gritamos porque perdemos a calma. - disse um deles.
- Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado? - Questionou novamente o pensador.
- Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça. - retrucou outro discípulo.
E o mestre volta a perguntar: Então não é possível falar-lhe em voz baixa?
Várias outras respostas surgiram, mas nenhuma convenceu-o. Então ele esclareceu:
Vocês sabem por que se grita com uma pessoa? O fato é que quando duas pessoas estão aborrecidas, seus corações se afastam muito. Para cobrir esta distância precisam gritar para poderem escutar-se mutuamente. Quanto mais aborrecidas estiverem, mais forte terão que gritar para ouvir um ao outro, através da grande distância. Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas estão enamoradas? Elas não gritam. Falam suavemente. E por quê? Porque seus corações estão muito perto. A distância entre elas é pequena. Às vezes estão tão próximos seus corações, que nem falam, somente sussurram. E quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer sussurrar, apenas se olham, e basta. Seus corações se entendem. É isso que acontece quando duas pessoas que se amam estão próximas. Quando vocês discutirem, não deixem que seus corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará um dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta."

Mahatma Gandhi

Bonito é Ser Feliz
  
Há coisas bonitas na vida! Sim..

Mas, bonitas são as coisas vindas do interior de cada um, as palavras simples, sinceras e significativas.

Bonito é o sorriso que vem de dentro, o brilho dos olhos, o beijo soprado...

Bonito é o dia de sol depois da noite chuvosa ou as noites enluaradas de verão em que quase todos passeiam...

Bonito é procurar estrelas no céu e dar de presente ao amigo, amiga, namorado, neto...

Bonito é achar a poesia do vento, das flores, do mato,dos animais e das crianças.

Bonito é chorar quando sentir vontade e deixar as lágrimas rolarem sem vergonha ou medo de crítica.

Bonito é gostar da vida e se deixar viver de um sonho.

Bonito é ver a realidade da vida, sem nunca ser extremista, e acreditar na beleza de todas as coisas.

Bonito é a gente continuar sendo gente com G maiúsculo em qualquer situação, principalmente nos momentos de dificuldade.

Bonito é você ser você...nesta bonita vida...

( LETÍCIA THOMPSON )

(Recebi esse texto de uma amiga muito bonita, graças a Deus sou uma pessoa de sorte, vivo rodeada de pessoas extremamente bonitas... Kisses, da Mô.)

Versinhos em homenagem à Seleção

 

Viva o Cafu capitão perene
Melhor lateral do Jardim Irene.
Viva Roberto Carlos veloz como o vento
Que arruma as meias durante o cruzamento.


Viva o Kaká, menino bonito
Na hora do jogo,amarela no grito.
Viva Ronaldinho Gaucho
Tão útil como pinto murcho.


Viva o ativo Parreira
Que não substitui, não treina e só diz besteira.
Viva o Gagallo
Mas arrumem um asilo prá interná-lo.


Lamento por Dida, Juan, Zé Roberto, Lucio e Robinho
Que até brilharam nesse timinho
Mas o resto eu quero que se dane
Porque quem joga mesmo é o Zidane.


Vamos esperar o Parreira descer do avião
E dizer que pra treinar a seleção
É preciso trabalho, cérebro e dedicação
É também preciso ter coração como o grande Felipão.

Chega de Zagallo, chega de Parreira
Não precisamos destes velhos caretas.
E "Parreira Burro"
Tem treze letras.

PROFISSÃO: MÃE !?

 

Há alguns meses, quando pegava as crianças na escola, percebi que uma mãe se aproximara de uma amiga que conhecia bastante. Estava chateada e muito indignada.

Sabe o que você e eu somos ? – lhe perguntou, e antes que a amiga pudesse dar-lhe uma resposta, que na verdade não sabia qual era, ela mesma respondeu. Parece que vinha de uma repartição onde tinha ido renovar sua carteira de motorista. Quando o funcionário que anotava os dados lhe perguntou qual era a sua ocupação, ela não soube responder.

Ao perceber isto, o funcionário lhe disse: - “ao que me refiro é se a Sra. trabalha ou é simplesmente uma... ?”
“Claro que tenho trabalho, lhe contestou, sou uma mãe!”.

E o atendente lhe respondeu: - “não posso por mãe como opção, vamos colocar dona de casa.”.
Foi a resposta enfática do funcionário.

A amiga havia esquecido por completo a história, até que um dia, se passou exatamente o mesmo com ela. A funcionária era obviamente uma mulher executiva, eficiente, elegante, e tinha uma cartela sobre sua mesa onde estava escrito:
“Interrogadora Oficial”:

- “Qual sua ocupação ?” ela perguntou.

Como ela iria responder ? As palavras simplesmente começaram a sair de sua boca:
- “Sou uma Investigadora Associada no Campo do Desenvolvimento Infantil e Relações Humanas.”

A funcionária deteve a caneta que ficou congelada no ar, e olhou para a mãe como se não estivesse escutado bem.
Repetiu o título lentamente, pondo ênfase nas palavras mais importantes. Logo, observou assombrada como seu pomposo título era escrito em tinta negra no questionário oficial.
- “Permita-me perguntar-lhe”, disse a funcionária com ar de interesse, que é o que exatamente você faz no campo de pesquisa ?

Com uma voz muito calma e pausada, se ouviu sua resposta.
- “Tenho um programa contínuo de investigação (que mãe não o tem?) no laboratório e no campo (normalmente se costuma dizer 'dentro' e 'fora' de casa). Estou trabalhando no meu doutorado (a família completa) e já tenho 4 créditos (todas as suas filhas). Evidente que o trabalho é um dos que mais demanda tempo no campo de humanidades (alguma mãe está em desacordo ?) e usualmente trabalho umas 14 horas diárias (em realidade são mais, algo como 24 horas !). Porém, o trabalho tem muito mais responsabilidades que qualquer trabalho simples, e as remunerações, mais que somente econômicas, também estão ligadas à área da satisfação pessoal.”

Podia-se perceber uma crescente atitude de respeito na voz da funcionária, enquanto completava o formulário. Uma vez terminado o processo, se levantou da cadeira e pessoalmente acompanhou a “Investigadora” à porta.

Ao chegar em casa, emocionada por sua nova carreira profissional, saíram a recebe-la 3 de suas “cobaias” do laboratório, de 13, 7 e 3 anos de idade. Do alto, ela podia escutar a seu novo modelo experimental do programa de crescimento e desenvolvimento infantil (de 6 meses de idade), provando um novo padrão de vocalização.

Sentia-se triunfante !

Havia vencido a burocracia.

Havia entrado nos registros oficiais como uma pessoa mais distinguida e indispensável para a humanidade que somente “uma mãe a mais”.

A maternidade... que profissão mais brilhante. Especialmente quando tem um título na porta.

 As diferentes imagens de uma mãe:

- 4 anos de idade... Minha mamãe pode fazer qualquer coisa.
- 8 anos de idade... Minha mamãe sabe muito ! Um montão !
- 12 anos de idade... Minha mãe não sabe absolutamente tudo !
- 14 anos de idade... Naturalmente, mamãe tampouco sabe isto !
- 16 anos de idade... Minha mãe ? Ai ! é tão antiquada !
- 18 anos de idade... Esta velha? Está totalmente fora de época !
- 25 anos de idade... Bem, pode ser que saiba algo a respeito.
- 35 anos de idade... Antes de decidir, porque não pedimos a opinião da mamãe ?
- 45 anos de idade... Me pergunto, que haveria pensado mamãe a respeito ?
- 65 anos de idade... Oxalá pudera comenta-lo com minha mamãe...

Trini
(Traduzido e adaptado por Marcus Renato de Carvalho)

"FELIZ DIA DAS MÃES"

[ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, JUNDIAI, Mulher, de 26 a 35 anos
MSN - monikacruz11@hotmail.com